Sábado, 22 de Julho de 2006

AMOR E CEGOVIM

Era uma vez ... fazia o Senhor Rei D. Dinis e a sua Santa mulher, a Rainha
Isabel, uma mais demorada pousada em Leiria, talvez para descansar dos
muitos
afazeres do seu alto cargo.

Um dia, o Rei passeando no seu fogoso corcel, galopou, galopou, campos fora,
e, lá longe, num pequeno lugar vê uma camponesa formosa como nenhuma outra
se vira ainda em muitas léguas ao derredor.

Apaixonou-se o Rei pela camponesa e ali, naquele lugar, no meio do campo
florido de papoilas e malmequeres, nasceu naquele dia um grande amor.

As visitas do Rei ao seu grande amor continuaram e tornaram-se conhecidas
nas redondezas, e, àquele lugar começaram a chamar Amor.

Também a Rainha soube dos novos amores do seu marido e Rei e, para lhe
mostrar a sua reprovação sem o melindrar, mandou uma noite alumiar o caminho
por
onde o Rei, seu esposo, deveria regressar a Leiria.

D. Dinis, ao dar com as veredas, por onde voltava, com grande alumiação, de
muitos fogachos, viu estar ali uma muda intenção crítica da Rainha, e
exclamou:
"Até aqui cego vim!"

E o sitio onde começavam as iluminarias passou a chamar-se "Cegovim", que,
por uma natural corruptela popular se chama hoje Cegodim.

Cumprimentos

(Por M. Seleiro)

publicado por tradicional às 02:15
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Milton cossa a 21 de Agosto de 2013 às 18:35
Uma historia enteresante gostei


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20

23
24
25
26
27
28
29

31


.posts recentes

. Lenda do Milagre de Ouriq...

. Lenda da Nossa Senhora de...

. AMOR E CEGOVIM

. a Lenda da Porta da Traiç...

. SANTA IRIA

. A Princesa Zara

. O PAJEM INVEJOSO

. O MILAGRE DAS ROSAS

. LENDA DO VINHO DO PORTO

. Lenda da Serra do Nó

.arquivos

. Julho 2006

. Junho 2006

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds