Segunda-feira, 26 de Junho de 2006

Lenda dos Tripeiros

No ano de 1415, construíam-se nas margens do Douro as naus e os barcos que
haveriam de levar os portugueses, nesse ano, à conquista de Ceuta e, mais
tarde,
à epopeia dos Descobrimentos. A razão deste empreendimento era secreta e nos
estaleiros os boatos eram muitos e variados: uns diziam que as embarcações
eram destinadas a transportar a Infanta D. Helena a Inglaterra, onde se
casaria; outros diziam que era para levar El-Rei D. João I a Jerusalém para
visitar
o Santo Sepulcro. Mas havia ainda quem afirmasse a pés juntos que a armada
se destinava a conduzir os Infantes D. Pedro e D. Henrique a Nápoles para
ali
se casarem...

Foi então que o Infante D. Henrique apareceu inesperadamente no Porto para
ver o andamento dos trabalhos e, embora satisfeito com o esforço despendido,
achou que se poderia fazer ainda mais. E o Infante confidenciou ao mestre
Vaz, o fiel encarregado da construção, as verdadeiras e secretas razões que
estavam
na sua origem: a conquista de Ceuta. Pediu ao mestre e aos seus homens mais
empenho e sacrifícios, ao que mestre Vaz lhe assegurou que fariam para o
infante
o mesmo que tinham feito cerca de trinta anos atrás aquando da guerra com
Castela: dariam toda a carne da cidade e comeriam apenas as tripas. Este
sacrifício
tinha-lhes valido mesmo a alcunha de "tripeiros". Comovido, o infante D.
Henrique disse-lhe então que esse nome de "tripeiros" era uma verdadeira
honra
para o povo do Porto. A História de Portugal registou mais este sacrifício
invulgar dos heróicos "tripeiros" que contribuiu para que a grande frota do
Infante D. Henrique, com sete galés e vinte naus, partisse a caminho da
conquista de Ceuta.
Colaboração: Manuel Seleiro

publicado por tradicional às 23:50
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20

23
24
25
26
27
28
29

31


.posts recentes

. Lenda do Milagre de Ouriq...

. Lenda da Nossa Senhora de...

. AMOR E CEGOVIM

. a Lenda da Porta da Traiç...

. SANTA IRIA

. A Princesa Zara

. O PAJEM INVEJOSO

. O MILAGRE DAS ROSAS

. LENDA DO VINHO DO PORTO

. Lenda da Serra do Nó

.arquivos

. Julho 2006

. Junho 2006

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds