Sábado, 15 de Julho de 2006

O Corvo da Tomada de Leiria

Era uma vez ... nos tempos do primeiro rei de Portugal, as hostes do Rei
Afonso, vieram , em estugada marcha, do norte ao sul, com desejo de
conquistar
o Castelo de Leiria que aquele Rei havia edificado, anos antes, e os mouros
tinham tomado depois da grande matança da gente portuguesa.

Ao chegar às proximidades de Leiria, que então ainda não era cidade, o Rei
dispôs os seus guerreiros a norte do castelo, num montículo, hoje conhecido
como
Cabeço de El-Rei, donde ia partir para o assalto por aquele lado menos
difícil para a tomada da fortaleza.

Devia ser uma alvorada sem brumas a prenunciar um dia de sol claro a
refulgir nas pontas das lanças e nas espadas dos soldados portugueses.

Quando todas as tropas estavam já prontas para a arrancada pousou um corvo,
no alto de um pinheiro, que começou a agitar as asas com frenesim e a
crocitar
com alegria. Tal facto muito contentou as tropas do Rei Afonso e mais os
entusiasmou por verem nele um sinal de bom agoiro para a empresa que iam
cometer:
a conquista do Castelo de Leiria. Este acontecimento é hoje memorado no
brasão da cidade de Leiria, que mostra um corvo em cima dos dois pinheiros
que
ladeiam a sua torre central.

(M. Seleiro)

publicado por tradicional às 10:42
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20

23
24
25
26
27
28
29

31


.posts recentes

. Lenda do Milagre de Ouriq...

. Lenda da Nossa Senhora de...

. AMOR E CEGOVIM

. a Lenda da Porta da Traiç...

. SANTA IRIA

. A Princesa Zara

. O PAJEM INVEJOSO

. O MILAGRE DAS ROSAS

. LENDA DO VINHO DO PORTO

. Lenda da Serra do Nó

.arquivos

. Julho 2006

. Junho 2006

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds